Serviços Advocatícios

Conheça um pouco das atividades privativas de advogado e as de nosso escritório.
 
Advocacia

 

  A atividade da Advocacia compreende a representação de direitos alheios, em nome de terceiros, mediante delegação consistente em mandato escrito ou oral, quando houver discussão jurídica. (Fonte:  SINAJUR)

    O Advogado é indispensável à administração da Justiça e em suas atividades privativas presta serviço público e exerce função social, contribuindo e influindo na formação de decisão favorável ao constituinte, na busca do convencimento do julgador pautado, sempre, em seu arcabouço técnico-intelectual. (com base no art. 133, CF e Lei nº 8.906/94)

Correspondência

 

     A Correspondência Jurídica consiste na otimização de custos operacionais dos escritórios advocatícios e advogados, através da realização de diversos tipos de diligência, em que o escritório/advogado correspondente realiza o ato no lugar do correspondido, evitando despesas, tais como deslocamento, hospedagem, diárias e demais ressarcimentos decorrentes da prática de diligência em outra comarca ou Estado-membro.

Consultoria

 

   A Consultoria Jurídica é a atividade que consiste no esclarecimento ou parecer técnico, através da interpretação e aplicação da legislação e do direito em questões, complexas ou não.

     O Consultor Jurídico possui ampla visão do direito, abrangendo todas as possibilidades e oportunidades sobre a dúvida ou questão apresentada, expondo seus conhecimentos por meio de consultas ou pareceres. É mais técnica que a Advocacia em si, pois esta limita-se ou prioriza conhecimentos processuais direcionados a determinado fato ou causa. (Fonte: SINAJUR)

Assessoria

 

   A Assessoria Jurídica também denominada como advocacia preventiva, consiste no auxílio técnico-profissional na busca de se evitar conflitos ou problemas jurídicos futuros e facilitar/regularizar situações cotidianas.

   A atividade consiste em todas as implicações jurídicas que envolvam ou possam envolver a pessoa física ou jurídica, que vai desde a elaboração e revisão de contratos, tomada de medidas assecuratórias ou preventivas, até a atuação no contencioso, ou seja, problemas administrativos e judiciais do mandante. (Fonte: Artigonal)

Mediação, Conciliação e Arbitragem

 

     São métodos de solução de conflitos mais céleres, não judiciais, em que as próprias partes promovem a solução do problema com a participação de um terceiro, no caso o advogado, pelo entendimento e decisão das próprias partes (mediação), ou por orientação e auxílio de terceiro e decisão das partes (conciliação) e, ainda, por decisão do terceiro eleito pelas partes para revolver a questão (arbitragem).

    Pensar que esses métodos estejam restritos às grandes operações é um equívoco, pois praticamente qualquer negócio jurídico pode ser resolvido por meio desses mecanismos, vale dizer, visam propor alternativas de procedimentos para obter soluções rápidas e eficientes, principiando fora do âmbito do Poder Judiciário, considerando os parâmetros estabelecidos pelo ordenamento jurídico vigente.

    Firmamos essa meta em razão da conjuntura atual de sobrecarga do Judiciário, motivo por que nossa Banca Jurídica desenvolve, na prática desta seara, as seguintes competências comportamentais:

 

Capacidade de negociação e flexibilidade

 

Capacidade de comunicação e relacionamento interpessoais

 

Capacidade de persuasão e convencimento

 

Capacidade de liderança

© 2016 por FLORINDO, LESSA & MENDES Advogados Associados. Todos os direitos reservados.

SIGA-NOS:

  • w-facebook
  • White Instagram Icon
  • Twitter Clean